O QUE VC QUER PARTE 3


Parte 3
E você não estava aqui. E eu pensei “ o que vou fazer com isso?” E tudo ao meu redor era estranho. Eu acordei e vi que não havia acordo algum entre nós. Hoje eu acordei, e vi que o que você me dava era restolho de atenção. Você só tinha olhos para si. E eu disse sim nesse acordo. Hoje eu acordei. Era tudo estranho. E o gosto de entranhas não saia da minha boca, a pasta de dente não dissolvia esse amargo nem e o quê que eu vou fazer com isso. É que hoje eu acordei.
Olhei no espelho e descobri que tudo que você deseja é dinheiro, escapar e você–só você. Que sentido tem isso para mim, logo hoje que eu acordei? Mas essa dor na coluna que não cessa, não há postura impostora nem posição, pois hoje, eu acordei.
Eu acordei, tirei os pés da cama , e vi que sem mim a cama fica vazia, porque a cama não tem serventia alguma quando eu não estou mais preso a ela. Eu pus os pés no chão, calcei chinelos e acordei. Não vou viver preso a uma cama, se era esse o acordo entre nós, hoje, que eu acordei, e pus os pés no chão, eu desfiz esse acordo. Olhei as coisas ao redor, e como não tinha mais você ao meu lado eu percebi que todos os objetos que me circundavam amordaçavam minha boca entupindo as entranhas e não deixando te dizer que hoje, eu acordei.
E era amargo o que eu sentia. Era amargo não ter você por perto e ter você apenas no pensamento porque todas as coisas ao meu redor me faziam lembrar você. Mas você escapou. E eu acordei. E passei o dia a me perguntar: “ o que eu vou fazer com isso?” e mendiguei atenção até descobrir, mais uma vez durante esse dia que você, que tudo que você quer é: dinheiro, escapar e você-só você. Eu, eu não entrava nessa história, a não ser pelo fato de guardar os objetos depositados junto a mim, mas eu acordei e estranhei os objetos. E quem tenho que agradar? você, eu ou mim?
Você só pensa em grana, escapar e você-só você. Eu penso que acordei. Eu não penso muito em mim. A mim me cabe, só saber viver o simples.
E a quem é feito o agrado de viver com menos sofrimento? Você, eu ou mim? Tudo isso que eu penso que é problema seu, não é. Esse problema é meu. E o que eu vou fazer com esse problema de pensar que é problema seu? Você não tem compromisso com esse problema meu. Mas eu tenho que enfrentar, não escapar pra cumprir o meu acordo. Hoje eu acordei e vi que sonhei tanto em como seríamos felizes, e estava envolto numa espécie de futuro que não tinha fundamentação alguma. Eu não estou te cobrando, eu só cobro a mim mesmo por ter ainda que pensar: “ o que eu fiz pra você? o que você fez por mim?”É tempo de exigir explicações para atos que as vezes não tem cabimento algum? Não.
Acabei por adormecer. E tive um sonho claro, onde um garoto de 8 anos dirigia um veiculo em marcha ré, pensando o passado, vivendo de passado, e pensava em como dizer a seus pais que estava arranjando seu jeito de explicar que ele estava indo embora. Mas como não sabia o que dizer acabava sentindo medo e tristeza. Daí, acordei. E o garoto fui eu ou era você em disfarce?

Comentários

Postagens mais visitadas