DA MÁQUINA DA MAQUINOATIVAÇÃO

(LUZ, fotografia PB, andre nunes, 2007)

Atividade é assim, um phenômeno inscrito na cultura de produção de vida humana. Toda atividade produz um fato, e todo fato emana de um ato. Ou seja, atividade também vem a ser o produto/processo da imanência de uma ou várias ações. Uma das Forças da espécie humana. ANÁLISE DAS ATIVIDADES é uma nossa força, visitante.
A força é má. Assim aprendi a fórmula da física relativa a força.1. E hoje eu aprendi que a física dá futebol, é só “linkar” pra ver. Visto que a força é da ordem da velocidade e do movimento. Transponho a fórmula para o tempo atual. E operando num registro diferencial, assim a formulo: F = M@ . http://maquinomovel.blogspot.com/2007/08/fm.html



(LUZ, fotografia PB, andre nunes, 2007)

1 .Chama-se força atuante sobre um corpo a qualquer agente capaz de modificar o seu estado de repouso ou de movimento retilíneo e uniforme. Analisando esta definição de força observamos que os corpos que integram o nosso Universo não estão sempre em repouso, ou sempre em movimento retilíneo e uniforme; mas sim que as suas velocidades sofrem, ou podem sofrer, alterações; achou-se conveniente pensar que as variações de velocidade de um corpo qualquer são conseqüência da ação de algum ente.
Introduziu-se, portanto, no quadro dos elementos por meio dos quais estudamos os fenômenos observáveis no nosso Universo, uma entidade considerada responsável por variações de velocidades. Tal entidade foi denominada força. Assim, força é uma grandeza física vetorial e seu módulo ou intensidade pode ser obtido de: F = ma, sendo F a força, m a massa do corpo e a a aceleração adquirida pelo corpo quando nele age essa força F. A força é medida em newtons (N). Assim, 1 N = 1 kg.m/s2.
0 peso P de um corpo, por exemplo, é uma força, chamada força da gravidade. Essa força é exercida pela Terra sobre o corpo. A relação entre peso e massa de um corpo é dada por: P = mg. Se a massa de uma pessoa for 60 kg, seu peso vale 600 N, considerando a aceleração da gravidade igual a 10 m/s2. Há diferentes tipos de força: força elétrica entre partículas com carga elétrica, força de atrito, força muscular etc. A força máxima que um músculo pode exercer é diretamente proporcional à área de seção transversal do músculo e vale aproximadamente 35 N/cm2.
http://futebol.incubadora.fapesp.br/portal/conceitos/For_c3_a7a (em 21 de abril de 2007)




(LUZ, fotografia PB, andre nunes, 2007)

São jeitos e tentativas de se estruturar uma foma de pensar e discursar sobre esse fluxo contínuo de afetamentos e afetações entre os corpos. Modos de se operar discursos. O que há, referindo Deleuze, são os encontros 1, os encontros e os acontecimentos. SIM2.
Massa. M de Massa. Massa de máquina. M de máquina.... maquino.

(LUZ, fotografia PB, andre nunes, 2007)


1 “São encontros. Quando digo sair da filosofia pela filosofia... Sempre me aconteceu isso, são encontros, encontrei os dobradores de papéis, não preciso vê-los, aliás, ficaríamos decepcionados, provavelmente, eu ficaria, e eles ainda mais. Não preciso vê-los, mas tive um encontro com o surfe, com os dobradores de papéis, literalmente, saí da filosofia pela filosofia, é isso um encontro”. Abcedário de Deleuze
2“Tudo no mundo começou com um sim. Uma molécula disse sim a outra molécula e nasceu a vida. Mas antes da pré-história havia a pré-história da pré-história e havia o nunca e havia o sim. Sempre houve. Não sei o que, mas sei que o universo jamais começou.
Que ninguém se engane, só consigo a simplicidade através de muito trabalho.
Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever. Como começar pelo início se as coisas acontecem antes de acontecer? Se antes da pré-pré-história já havia os monstros apocalípticos? Se essa história não existe, passará a existir. Pensar é um ato. Sentir é um fato. Os dois juntos _ sou eu que escrevo o que estou escrevendo.” ( Clarice Lispector. A hora da estrela, p.25.




Comentários

Postagens mais visitadas