BARATOS AFINS



http://www.officinadopensamento.com.br/

Queria escrever um texto-livro-livre-pop. Sobre pop-filosofia e coisas afins, sobre transgênicos e transgêneses, sob o corpo-queer-sem-órgãos que comporto e sobre essa incessante busca que é burlar o entender: do por quê cargas d'água cada um faz as coisas do modo que cada um faz?

Assim, essa movimentação tem se operado nos dias-velocidade crescentes, parece até que após mostrar esses cortes no fluxo deparo com uma presença mais intensa em várias coisas que eu vivo. Será que esse dispositivo-recurso-criado é um modo de "defesa" do inevitável?

Será um novo processo de transcodificação identitária?

Terá o híbrido se transformado num "quem sabe mudou de vez"?

Foi ao circular que ouvi, ouvi que muitos espaços fechados precisam se encontrar e produzir reflexões de Culturas afins. Culturas vividas que vão contra uma mentalidade de ocupação como "resgate histórico"? É que esse apego ao passado não dá sustentação a nenhuma idéia, a nenhuma área do novo.

Uma vez, em 2007, ouvi uma palestra de Flávio Viegas(http://www.sobresites.com/poesia/forum/viewtopic.php?p=22232) e ele, proesiformou, se assim posso dizer, um pensamento de Cultura :estilhaçamento criativo. O sistema é fascista, ultra capitalista, vai do pop a alta cultura. Implanta processos de idiotização e mediocrização. Educação e cultura são conceitos diferentes.
Simpósio de analfabetismo cultural:
  • processo de idiotização
  • cultura e-vento
  • espetacularização da cultura
  • guetificação da cultura

Atopos: vivo no mundo. Santos-SP é invenção do homem, cidade(s) que vive em construção. e arte, arte é desconstrução da funcionalidade, é sucessão de perguntas, um trabalho da infinitude. Daí me pergunto se terapia ocupacional tem em pretérito-presente uma operação de "resgate histórico-ocupacional" haver com funcionalidade, como é possivel a fluência entre ela e a arte?

Reinvenções das cidades através dos pensamentos e da cultura, prover ZONAS DE REINVENÇÃO. Criar e resistir. A última vereda é o HORIZONTE ARTÍSTICO.

Mesma sabendo que pode haver:

  • guetificação de quem pensa
  • vida-apartamento
  • idade-média high tech

A UNIVERSIDADE NÃO RASTREIA A LITERATURA HÁ 30 ANOS!

: assim Flávio Viegas proesificou sua fala.

* onde vc ler cidade, substitua por t.o



Comentários

Postagens mais visitadas