3o. ATRAVESSAMENTO: EU SEI

(fotografia, andre nunes, barcelona, 2007)
Não está fácil. Estou chegando a conclusão que se depender somente de minha força de vontade e perseverança: NADA FEITO. Não largo essa merda de vício. Tento, mas quando chega o fim do dia, acabo o mesmo tendo fumado uns 10 cigarros. Tudo bem que é metade do maço que eu fumava anteriormente, mas é a coisa pela metade. Liguei pro disque saúde PARE DE FUMAR: 0800 61 1997. Achei o serviço robotizado bem interessante. Uma moça te dá dicas de parar de fumar. Refere alguns riscos que o cigarro acomete, etc e tal. Nada de novo que eu possa te contar aqui, o que vale é que parece que o serviço oferece outras informações e não apenas sobre o tabagismo.
Quero mesmo parar. E conversei há um tempo atrás com uma psiquiatra. Estou pensando em partir pros remédios. Mas não queria nenhum que fosse tarja preta, sabe. Porque de certa maneira é você substituir uma dependência por outra. Daí tem uma medicação nova, a ser tomada por três meses. Um preço meio salgado, mas vale a pena.
Fiz as contas dos maços que já consumi por todo esse tempo. Levando em consideração o preço atual, multiplicando pelos anos que gastei na compra de um maço diário é uma grana boa. Uma média total de R$ 10.959,00. Eu podia ter feito outra coisa com essa grana, mas no vício queimei. Isso mesmo, queimei dinheiro e saúde. O remédio está na base de uns R$280,00 a caixa que dura um mês de tratamento. Quer mais saber, vou no cardiologista e ver se ele concorda sobre o uso dessa medicação. Vou começar a guardar uma grana pra comprar.
Vendo isso-esse processo tentativa, um pouco de longe alguns dos pensamentos do Oliveistein, um estudioso sobre os processos de toxicomania, fazem algum sentido... A FALTA DA FALTA, vai saber!?! EU SEI.
Mas enfim, procurando informações sobre tabagismo, encontrei esse site do ministério da Saúde com informações bem legais: http://www.inca.gov.br/tabagismo/
Eu, por hoje fumei 8 cigarros, e bebi muita água nas horas difíceis.

Comentários

Postagens mais visitadas