INSTRUÇÕES DO ANTiSÉCULO: VALERYAPENA


"Oh, para mim, somente a mim, em mim,

Junto ao peito, nas fontes do poema,

Entre o vazio e o puro acontecer

De minha interna grandeza o eco espero,

Sombria, amarga e sonora cisterna-

Côncavo som, futuro, sempre, na alma."

(PAUL VALERY)

Comentários

Postagens mais visitadas