O INSTINTO DO INSTANTE, MAQUINOMÓVEL MOVENDO-SE PELO MUNDO!











































































































Nessa série de fotos tiradas nesses dias de férias, quando íamos a museus ou mesmo transitando pelas ruas de Paris , vendo milhares de pessoas com suas máquinas de fotografia , parecendo que todas estavam a caça de uma imagem... ficava a me perguntar que sentido havia em fotografar estátuas... objetos inanimados e absolutamente estáticos... outra questão que me veio, essa não com relação as estátuas, mas em relação as pessoas... engraçado a forma como nos apropriamos de conceitos franceses num outro contexto diferente. Tenho visto muita coisa sendo dita sobre a tal "delicadeza" e dá-lhe de colocar os franceses para "estruturar" as linhas de raciocínio. Mas aqui, pelo contexto, senti que como brasileiros somos deveras muito mais delicados e simpáticos no trato com as pessoas... delicadeza e simpatia aqui, nesse contexto francês, não tem muita coisa a ver com o que os brazucas tentam chupinhar em seus "descobrimentos e revelações"... a gente devia era prestar mais atenção nas coisas nacionais, o que fazemos aí, dá de mil nos feitos e efeitos do lado de cá. e salve Jorge...













Comentários

Postagens mais visitadas