Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

As masculinidades na T.O composteira 7 ou "Cada revolução tem um período de transição"

( "Cada revolução tem um período de transição." Marji Sapatri em PERSÉPOLIS. Quanto mais bato nas teclas em busca de novas respostas e perguntas que sustentem a pergunta principal que me trouxe de volta à escrita, mais vou me dando conta que Não existe um ideal de masculino , mesmo esse sendo uma grande construção social, mesmo esse sendo uma ilusão universal, padronizada, cis-hetero-branco-ocidental. Construída por narrativas, que ao longo dos tempos foram depositando nesses ideais de poderes um tanto de privilégios. A escrita desse "final de semana", apesar de curta (é que vou visitar meu pai pra comemorar seus 82 anos), carrega no corpo da mensagem um paradoxo. Vinda de um lugar tão distante, me fez pensar seriamente como os padrões são conformados pelas culturas. Culturas essas que incidem nos CORPOS, dando a esses um grande celeiro central de experiências, aberturas e privações. Corpos sexuados no mundo. Corpos colonizados, significados e ressignificados, cor

Últimas postagens

As masculinidades na T.O- Composteira 6

As masculinidades na T.O- composteira 5

As Masculinidades na T.O Composteira 4

As Masculinidades na T.O- Composteira 3

As masculinidades na T.O. COMPOSTEIRA-2

As masculinidades na T.O. COMPOSTEIRA-1

E la vamos nós

A cabeça elabora os sentidos da alma...

Serpente-Sergente-Ser*Ente.